Brasil

  Rio Grande do Sul

 Menu

 Página inicial
 Quem sou
 Trabalhos
 Artigos
 Notícias
 Assuntos 
da semana
 Livros 
 Cartas e Respostas
 Charges

 Contato para pales-
tras e assessorias

 Links 
Recomendados 
Outros
 E-mail
 Enquetes anteriores


DE MONUMENTOS E DE RECEITAS 

Alberto Afonso Landa Camargo 

Como faz qualquer morador de Porto Alegre nesta época do ano, fui visitar a Feira do Livro. Na Praça de Autógrafos, tive a grande surpresa: no lado esquerdo de quem entra, os autores eram visitados por pouquíssimos leitores interessados em seus autógrafos, enquanto que no lado direito, um único autor tinha à sua frente uma enorme fila de pessoas interessadas e dispostas a aguardar mais de uma hora para obter a concorrida assinatura do autor.

Diante de tal disparidade, fui ver qual era o fenômeno da literatura que com facilidade invejável e esmagadora se sobrepunha a contistas, poetas, historiadores, cronistas e romancistas que mais brincavam com suas canetas e conversavam entre si do que assinavam suas obras. O fenômeno era nada mais, nada menos que um livro de receitas de cozinha. Isto mesmo, obras que dependem de trabalho mental complexo e que consomem razoável tempo dos autores para escrevê-las estavam sendo preteridas por um livro de receitas de cozinha, cujo trabalho mental não depende de mais nada do que acionar control c, control v em um teclado de computador para copiar o que já está pronto.

Lembrei do cronista dos monumentos de Porto Alegre que há alguns dias escreveu em importante periódico, classificando como monstruosidades essas esculturas sem sentido que proliferam pela cidade. Dei-me conta de que está faltando um cronista com a mesma coragem para interpretar o sentimento de pessoas que não entendem por que, no Rio Grande do Sul, um livro de receitas de cozinha copiadas supera com tanta facilidade a difícil tarefa de fazer literatura, isto num Estado que se orgulha de ser o mais culto e politizado do Brasil. Poderia o cronista que a isto se aventure, sujeito a críticas de uma mídia poderosa que não o deixaria ileso, explicar, também, as razões dos olhares de felicidades daqueles que se dispõem a ficar horas numa fila para levar para casa um livro de receitas de cozinha que podem ser encontradas em qualquer página do ramo na Internet.

São estes fenômenos que fazem com que, a cada ano, livros de grande valor literário encham os balaios da Feira oferecidos por preços que não cobrem uma ínfima parte do trabalho de seus autores. Mas, pelo menos, a cada ano os balaios fazem a alegria dos que preferem uma leitura de qualidade, enquanto livros de receitas de cozinha, longe deles por seus preços de best sellers, continuarão fora do alcance daqueles que preferem interagir com o mundo e se postam criticamente frente à realidade... ainda bem...

Leia mais:   Artigos   -   Trabalhos   -   Notícias/pesquisas

 

 

adicione o Polícia e Segurança aos favoritos.

Clique aqui para assinar o Livro de visitas
Clique aqui para ler o Livro de visitas.
As idéias e opiniões aqui expressas são de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores.
 

Web designer: Otálio Afonso