Brasil

  Rio Grande do Sul

 Menu

 Página inicial
 Quem sou
 Trabalhos
 Artigos
 Notícias
 Assuntos 
da semana
 Livros 
 Cartas e Respostas
 Charges

 Contato para pales-
tras e assessorias

 Links 
Recomendados 
Outros
 E-mail
 Enquetes anteriores


À MARGEM DO DIREITO

Extraído de zero hora de 15/09/01

        Uma milícia armada, composta de colonos sem-terra, estaria encarregada de impor a ordem e a lei nos assentamentos do MST no município do Jóia. O assassinato de um agricultor na madrugada do dia 7 de setembro, levado a efeito na frente de familiares da vítima, abriu caminho para investigações que levam a polícia a crer na existência de um “grupo de disciplina” formado de cerca de 60 colonos vinculados ao MST. Entre outras funções, a milícia se encarregaria de expulsar famílias de agricultores que se instalaram no local mas que não possuem vínculos com a principal entidade dos sem-terra.

        Os depoimentos prestados à polícia até o momento confirmam a existência da força paramilitar. Foram inclusive fornecidos detalhes das reuniões em que foi planejada a expulsão das famílias de agricultores não ligados ao MST. Na mesma noite em que ocorreu o disparo que matou o colono, a Brigada Militar localizou e prendeu três suspeitos armados e deteve um outro grupo de oito agricultores que levavam revólver, espingarda e munição. Antes da chegada da guarnição da BM, outras cinco famílias haviam sido ameaçadas.

        São acontecimentos da maior gravidade, que pedem elucidação completa e imediata por parte das autoridades estaduais, ainda mais que Jóia registra antecedentes preocupantes em questões de procedimento e comportamento no meio rural, pois foi ali que surgiram os primeiros focos do surto de aftosa que recentemente atingiu o Estado. E foi também ali que ocorreu a destruição de uma lavoura de soja transgênica.

        A reforma agrária é importante e deve ser realizada, mas dentro da lei e do respeito aos direitos de todos e de cada um. Seria total incoerência do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, que se beneficia da ordem democrática para fazer avançar seus objetivos, gerar e alimentar em seu próprio seio uma milícia encarregada de agir contra colonos com a brutalidade que sempre condenou nas vezes em que foi usada contra seus assentados. 

 

 

adicione o Polícia e Segurança aos favoritos.

Clique aqui para assinar o Livro de visitas
Clique aqui para ler o Livro de visitas.
As idéias e opiniões aqui expressas são de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores.
 

Web designer: Otálio Afonso